Entenda a Importância dos Exames Ginecológicos - Clínica Médica Popular Dr. Vale - Taubaté/SP
521
post-template-default,single,single-post,postid-521,single-format-standard,bridge-core-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-theme-ver-18.0.8,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive

Entenda a Importância dos Exames Ginecológicos

Entenda a Importância dos Exames Ginecológicos

Para pacientes do sexo feminino, entender a importância da realização de Exames Ginecológicos periodicamente é Fundamental.

Entenda agora o que cada um dos principais exames detectam e quando é necessário procurar um médico para realizá-los:

Exame clínico ginecológico

Utilidade:

Analisando as mamas, o especialista pode descobrir irregularidades, nódulos, secreções, retrações, etc.
No exame pélvico de toque, pode-se avaliar a posição, mobilidade e tamanho dos órgãos genitais femininos internos, em especial do útero, ovários e trompas, assim como a presença de dor ou tumorações.

Quando fazer: 

O Exame deve ser feito uma vez ao ano, caso não haja nenhum problema.

” Mas quais são os sintomas que devem deixar a Paciente em alerta para Realizar uma Consulta? “

Mamas:
Aparecimento de nódulos, retrações, vermelhidão, secreção pelo mamilo e dor não relacionada ao ciclo menstrual.

Demais regiões:
Dor abdominal predominantemente abaixo da cicatriz umbilical, relacionada ou não com a mestruação ou ato sexual.
Sangramentos genitais durante a relação sexual, fora do período menstrual ou mesmo aumento do fluxo menstrual.
Surgimento de secreção vaginal abundante, associada à coceira ou odor forte.

Mamografia

Utilidade:

Câncer de mama e microcalcificações que podem evoluir para tumor maligno.

Quando fazer:

A partir dos 35 anos. Devendo ser realizada anualmente a partir dos 40 anos.

” E no caso de uma predisposição Genética? (Histórico familiar de câncer) ” 

Cerca de 10% dos tumores malignos da mama tem herança familiar.
Se existir uma história clínica sugestiva, deve-se iniciar a rotina de detecção precoce (mamografia) 10 anos antes da idade na qual surgiu o primeiro caso na família.

Papanicolau

Utilidade:

Infecções e lesões pré-malignas no colo do útero (este tipo de câncer está associado à infecção pelo HPV).

Quando fazer:

Anualmente, A partir do início da vida sexual.
Para Gestantes: Durante o pré-natal.

” Há outras recomendações para o papanicolau? “

  • Deve ser feito rotineiramente após o início da atividade sexual
  • Quando há sangramento genital de causa não-hormonal
  • No surgimento de secreção vaginal abundante
  • Em casos de sangramento relacionado ao ato sexual
  • Para realizar controle em pacientes sabidamente com HPV ou lesões pré-malignas

Urocultura

Utilidade:

Cistite e infecção urinária, duas complicações muito comuns em mulheres.

Quando fazer:

Quando o médico suspeitar dessas complicações.

 

” Quais os sintomas mais comuns que indicam uma possível necessidade de realizar uma Urocultura? “

  • Ardência ao urinar
  • Aumento na frequência das micções com diminuição do volume urinado
  • Dores abdominais
  • Perda urinária aos esforços

Ultrassom

Utilidade:

Câncer de mama, anomalias do útero, pedra na vesícula e apendicite. Em gestantes, acompanha o desenvolvimento do feto.

Quando fazer:

Quando o médico achar necessário.

A Ultrassonografia tem sua importância individual como método complementar à mamografia, principalmente na diferenciação de algumas lesões detectadas em mulheres com menos de 35 anos, nas quais a mamografia apresenta uma precisão diagnóstica menor devido a maior densidade mamária.

Colposcopia

Utilidade:

Lesões no colo do útero, na vagina e na vulva. Quando fazer a rigor, deveria ser indicada somente nos casos de Papanicolau alterado, porém como a precisão deste exame muitas vezes deixa a desejar, passa-se a complementá-lo rotineiramente com a colposcopia no sentido de melhorar sua performance.

” Há outras recomendações para a colsposcopia? “

  • Casos de Papanicolau alterado.
  • Seguimento de pacientes com HPV ou lesões pré-malignas do colo uterino.
  • Presença de lesões suspeitas no colo do útero.

Hemograma completo

Utilidade:

Anemia, infecções, processos inflamatórios, problemas de coagulação e leucemia.

Quando fazer:

Anualmente ou quando o médico suspeitar de alguma das ocorrências acima.

” Qual é a importância de manter o hemograma como exame de rotina? “

A menstruação provoca uma perda sanguínea mensal que, em algumas pacientes, pode ser suficiente para resultar em uma possível Anemia.

Hormônios

Utilidade:

Problemas no hipotálamo e glândulas hipófise, tireoide e ovários. Pode auxiliar na investigação das causas de infertilidade, sangramentos genitais ou alterações do ciclo menstrual, queda de cabelo, secreção mamária, menopausa, acne, etc.

Quando fazer:

Ao surgirem as complicações citadas acima

 

” Quais outros sinais podem levar à recomendação de um exame de hormônios?

  • Infertilidade.
  • Sangramento genital.
  • Alterações importantes de peso.
  • Alteração de pele, cabelo ou unhas.
  • Alteração do ciclo menstrual.
Sem Comentários

Deixe seu comentário